segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Ler em Inglês ajuda?

Olá Olá,


se existe coisa que me orgulho é que me safo bem no Inglês :) , pode parecer uma coisa banal, mas só eu sei o quanto lutei para falar, escrever e entender no nível que hoje me encontro. Não sou nenhuma bilingue, longe disso, mas consigo manter um nível de conversação em inglês elevado.

Sempre tive inglês na escola, desde o 5.º ano e continuando pela faculdade, mas sempre senti que não era o suficiente (30 alunos, 1 professora #poupem-me). Quando andava na faculdade, sabendo a importância que a língua tem no nosso mundo investi um bom capital num curso numa academia. E embora na altura não tenha aproveitado da melhor forma, penso que foi o sitio que me deu as bases mais fortes para saber o que sei hoje.

Que me desculpem os professores, mas a gramática não é tudo, temos que ter um bom nível de vocabulário para podermos conversar. E quando falo em vocabulário, não falo só das coisas simples, como cadeira, lápis, rua, vira à direita ou à esquerda. Falo das coisas que nos parecem comuns, como comum, sustento, choramingar, entardecer, etc, etc e etc...

Eu não sou nenhuma expert no assunto, mas posso dar algumas dicas para quem quer falar inglês de forma minimamente fluente e que funcionaram comigo:

  • pensar sempre em inglês: que raio de mania dos ingleses de terem tudo ao contrário - é a condução, é a forma de construir as frases, são as medidas e pesos... Demoramos muito mais tempo e em consequência vamos ficar muito mais nervosos e vai custar a sair, se pensarmos em português traduzirmos mentalmente e depois falarmos. Se já estivermos a pensar em inglês as coisas fluem muito mais. Podemos experimentar em plenas coisas do dia a dia seja a conduzir, na casa de banho, a comer, a passear o cão... Oportunidades não faltam...
  • um pouco de gramática: nós aprendemos na escola muita gramática, mas de vez em quando devemos dar uma vista de olhos. Não é preciso fazer uma gramática de ponta à outra, mas algo até online, onde em 5 ou 10 minutos respondemos e temos logo o resultado.
  • evitar as legendas dos filmes: um bom exercício para testar a nossa compreensão da língua sem dúvida é tentar perceber o que os actores dizem. Claro que não precisam de começar por um Pride and Prejudice, uma bela comédia romântica daquelas levezinhas dá perfeitamente.
  • dicionário inglês-inglês: que melhor forma de encontrarmos mais vocabulário que, instalarmos no nosso smartphone um daqueles gratuitos. Ah e se tiver a opção de som, onde ouvimos a palavra, melhor ainda.
  • ler livros em inglês: este aqui é um bónus :) ler e ainda por cima praticar a língua melhor ainda. Ah e mais, às vezes nas livrarias existem promoções onde os livros saem muito baratos. É melhor forma de ter acesso a vocabulário extenso, vários tempos verbais numa mesma frase e a expressões próprias do inglês. Eu não digo para começarem logo num livro tipo "The Pickwick Papers" que tem uma linguagem muito inglesa e snobe do meio e época em que foi escrita. Mas podem perfeitamente começar por livros mais recentes com uma escrita muito mais moderna universal e compreensível.
  • falar com alguém: não é só mentalmente que temos que trabalhar, a nossa pronuncia e a rapidez das nossas respostas também são importantes. Eu infelizmente, só no trabalho é que tenho essa sorte pois em casa... Mas se tiverem um amigo que também alinhe no jogo, maravilha. Ou então viagem :)
Eu já possuo uma pequenina colecção, se assim quisermos chamar, de livros na língua inglesa. De inicio eu achava impossível que eu fosse ler uma coisa de 500 páginas e perceber. Mas com o tempo e com a prática eu já leio super bem, claro que não percebo os milhares de palavras, algumas vou ao dicionário e outras tiro pelo sentido da frase. E a maravilha é que hoje em dia ao ler já não tenho a necessidade de traduzir, ou seja, o meu cérebro já faz a tradução automática. 


Claro que eu comecei logo pelos mais difíceis, típico de mim, e o resultado foi a frustração. Depois lá comecei por livros mais simples e hoje em dia já procuro mais as versões em inglês (até porque saem primeiro do que as em português #dah) e porque já tenho muito mais confiança na minha capacidade de entendimento do inglês.


Beijinhos,
FM

1 comentário:

  1. Eu acho que é importante ler livros em ingles para ajudar :)


    xoxo, Sofia Pinto
    Last Post ♥

    ResponderEliminar